Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Cabo da PM é preso suspeito de matar companheira com tiro na cabeça em Oriximiná
05/06/2022 11:39 em Policial

Janglerson Santos teria atirado em Jussara Correa Lopes dentro de um carro, após um suposto desentendimento entre o casal

 

Mais um crime de feminicídio foi registrado no Pará neste final de semana. O caso aconteceu na madrugada de sábado (4), em Oriximiná, oeste paraense, quando o cabo da Polícia Militar Janglerson Santos matou a própria companheira, Jussara Correa Lopes, de 38 anos, com um tiro na cabeça. De acordo com informações da polícia,  o suspeito foi preso em flagrante.

 

O casal teria se desentendido após sair de uma festa. Uma briga foi iniciada dentro do carro, onde o policial militar sacou sua arma de fogo e atirou contra a vítima, que morreu na hora. Segundo o delegado Madson Castro, responsável pelo caso, assim que a equipe chegou no local do crime, foram observadas algumas características que apontaram para um feminicídio.

 

Ainda segundo o delegado, todas as provas estão sendo colhidas e testemunhas serão ouvidas nos próximos dias. Ele afirmou que existe a suspeita de que o policial estaria embriagado e, por isso, também foi solicitado um exame de alcoolemia, assim como o de lesão corporal. O suspeito prestou depoimento horas depois de ser detido pela polícia.

 

Uma equipe da Polícia Científica do Pará (PCP) foi acionada e fez a perícia criminal e a remoção do corpo da vítima para o Instituto Médico Legal (IML). Caso seja confirmado que Janglerson Santos é o autor do crime, será feito um pedido de prisão preventiva contra ele. Jussara Lopes deixou dois filhos.

Com informações do portal Debate Carajás

COMENTÁRIOS